Faleceu Dona Delfina aos 110 anos

por Ivan Cezar Fochzato em 10 de outubro de 2018 9:20
por Ivan Cezar Fochzato em 10 de outubro de 2018 9:20

 Faleceu no início da noite desta terça-feira(09) uma das mulheres com mais tempo de vida no Brasil, Dona Delfina, 110 anos.  Foi localidade de Pedra Branca,  interior do município de Coronel Domingos Soares,  que nasceu  em 25 de Dezembro de 1907 e viveu todo o tempo, Maria Delfina Portela da Silva Barbosa.

Visitei Dona Delfina, há 4 anos. Foto por Alencar Pereira

Lugar onde nasceu e sempre viveu Dona Delfina

Conforme contou ao RBJ, a filha de José Hipólito da Silva e Maria Cristina Portella,  casou aos 25 anos, após 15 dias de namoro, com Paulo Barbosa, um empregado de seu pai,  e desta união nasceram 08 filhos. Destes, 42 netos, que lhe deram 43 bisnetos e, por fim, e diversos tataranetos. Alguns filhos e netos já faleceram. A parteira, foi responsável pelo nascimento de pelo menos 200 pessoas das localidades próximas.

Há dois anos, mesmo com boa saúde, a anciã estava acamada pelas dificuldades de visão e locomoção.

Quando da visita desta redação à sua casa, Dona Delfina disse que o segredo de sua longevidade era viver feliz e “Pra viver feliz no mundo, tem que ter  fé em Deus. Muita gente não tem fé em Deus e fica fazendo só bobagem. Eu não; me deito com Deus e me levanto me lembrando dele,”

Compartilhar