MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Empresas da região recebem Selo Clima Paraná

por Ivan Cezar Fochzato em 9 de novembro de 2018 8:30
por Ivan Cezar Fochzato em 9 de novembro de 2018 8:30

Iniciativas ambientais por empresas no Sudoeste do Paraná receberam, nesta semana,  o Selo Clima Paraná, em solenidade na Sala dos Conselhos da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). O reconhecimento pela pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos visa estimular as empresas a publicarem inventários de emissões de gases do efeito estufa, além de reduzirem as emissões.

Mais 35 empresas receberam o Selo Clima Paraná por publicarem inventários de emissões de gases do efeito estufa, além de reduzirem as emissões. Foto: Divulgação SEMA

O Selo é dividido nas categorias Original,  Ouro”e Ouro Plus está amparado em Lei Estadual  que garante, por meio do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), a prorrogação de um ano na licença de operação da empresa outorgada.

As empresas Vigra Agroindustrial, de Pato Branco;  Marini Compensados, de Palmas; e Bonetti Logística de Francisco Beltrão receberam o selo original destinado às empresas que elaboram inventários das emissões de gases de efeito estufa e os submetem à validação da Secretaria. O Selo Paraná Ouro (empresas que submetem os Inventários de Emissões à verificação de uma terceira-parte independente, acreditada pelo Inmetro)  foi para Engi Brasil Energia que opera as Usinas Hidrelétricas Salto Osório em São Jorge do Oeste e Salto Santiago em Saudade do Iguaçu.

Pelo Acordo Paris, o Brasil se comprometeu a reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 37% até 2025 e 43% até 2030. Para limitar o aquecimento global, serão necessárias a mudança da matriz e melhoria da eficiência energética nos setores da indústria e dos transportes, redução drástica dos desmatamentos, recuperação de pastos degradados e uma agropecuária mais sustentável.

Segundo a titular da Coordenadoria de Mudanças Climáticas (CMC) da Secretaria do Meio Ambiente, Marianne Dutra, estima-se que somente no ano passado tenham sido liberadas aproximadamente 50 bilhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera, num cenário em que o Brasil é responsável por 1,7 bilhão de toneladas dessas emissões e o Paraná por emitir 60 milhões de toneladas de CO2.

Compartilhar