Empresários de Chopinzinho concluem projeto voltado à melhoria da gestão

por Evandro Carlos Artuzzi em 12 de dezembro de 2018 16:18
por Evandro Carlos Artuzzi em 12 de dezembro de 2018 16:18
Esta matéria utiliza fontes de: Assessoria Sebrae

Das 32 empresas participantes, 16 bateram as metas do projeto e receberam o Selo Rede Forte nas categorias Ouro, Prata ou Bronze (crédito – Antônio Menegatti)

Terminou na terça-feira (11), um projeto que envolveu 32 mercados das regiões sudoeste do Paraná e oeste de Santa Catarina. Em evento realizado em Francisco Beltrão, a Rede Forte de Supermercados e o Sebrae/PR promoveram o reconhecimento com o Selo Rede Forte para as empresas que ultrapassaram as metas estabelecidas.

Ao todo, foram 16 empresas premiadas com o Selo: quatro na categoria Bronze, seis na Prata e seis na Ouro. O evento também teve a posse da nova diretoria da Rede Forte, com Sandro Luiz Dalle Laste como presidente até novembro de 2020.

“Vivemos um ciclo vitorioso, de prosperidade, que pretendemos manter. O Sebrae/PR faz parte desse ciclo e queremos continuar com a parceria. Está em estudo um novo projeto com o Sebrae/PR, pois temos que colocar nosso foco em vender mais, lucrar mais. É para isso que a Rede Forte trabalha”, adiantou Sandro.

O ex-presidente da rede, Gilmar Luiz Netto, comandou a associação durante o projeto de Encadeamento Produtivo e avaliou a capacitação. “O Encadeamento Produtivo foi uma formação para os empresários participantes. Para nós, diretores, também. Principalmente o foco na gestão e o relacionamento com outras redes, parceiros e fornecedores”, detalhou Gilmar.

A consultora do Sebrae/PR, Jocelei Fiorentin, agradeceu a Rede Forte por ter escolhido o Sebrae/PR como parceiro estratégico e detalhou o trabalho realizado. “Foram mais de 1.500 horas de consultorias, 30 palestras e treinamentos e seis missões técnicas desde 2017, além de outras ações junto ao grupo. Os resultados apareceram, com 16 empresas recebendo o Selo Rede Forte por baterem as metas”, disse a consultora.

Jocelei comentou também sobre o futuro da parceria com a Rede Forte. “É um relacionamento que sempre se renova, a partir da demanda da associação”, observou a consultora, acrescentando que a presença do Robozão do Sebrae, que interagiu com os presentes durante a programação, indica uma abordagem de base tecnológica para o próximo Encadeamento Produtivo.

Os irmãos Anderson e Wagner Wilmsen, do Super Sul, de Chopinzinho, conquistaram o Selo Ouro Rede Forte (crédito – Antônio Menegatti)

Menos perdas, mais lucros

Os irmãos Anderson Antonio Wilmsen e Wagner João Wilmsen, do supermercado Super Sul, de Chopinzinho, conquistaram o Selo Ouro Rede Forte. Para Anderson, a participação gerou resultados importantes.

“Já participamos de outros projetos do Sebrae/PR, como o Top Loja Minimercados. Mas o Encadeamento Produtivo foi diferente, focado no controle dos indicadores. Conseguimos reduzir as perdas entre 2,5% e 3%, o que resultou em um lucro de 2% ao mês”, detalhou Anderson Wilmsen, que manifestou o interesse em participar do próximo projeto da Rede Forte com o Sebrae/PR.

Compartilhar