Dia Nacional do Idoso: PPI atende 4,9 mil na Diocese de Palmas/Beltrão

por Ivan Cezar Fochzato em 27 de setembro de 2018 10:53
por Ivan Cezar Fochzato em 27 de setembro de 2018 10:53

Hoje, 27 de Setembro, é o Dia Nacional do Idoso, data estabelecida em 1999 pela Comissão de Educação do Senado Federal para refletir a respeito da situação do idoso no País, seus direitos e dificuldades. A população no mundo está ficando cada vez mais velha e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), por volta de 2025, pela primeira vez na história, haverá mais idosos do que crianças no planeta.

Dona Delfina de Cel. Domingos Soares. Arquivo/RBJ

Em 20 anos, o Brasil será o sexto no mundo com o maior número de pessoas idosas. No Paraná, esta população passará de 9,2% para 19,9%. Especificamente em Palmas, sul do Estado, até  2040, por exemplo, os com mais de 60 anos triplicarão e serão 11,3 mil pessoas, um crescimento de 154,25%. A  população acima dos 80 anos é a que mais crescerá (233,70%) – passando dos 540 para 1,8 mil.

Conforme o Setor de Estatísticas do Departamento de Jornalismo da Rádio Club/RBJ,  em sete anos( 2010/2017), a população idosa cresceu 37% no município. Em 2010, eram 3.254 pessoas na faixa de 60 anos ou mais, 7,6% de toda a população. Na faixa dos 60 a 64 anos, aumentou 45,8%; 80 anos ou mais, cresceu 38,2%.  Houve crescimento médio de 31% nas demais faixas: 65 e 69;  70 a 74; 75 a 79.

O avanço da medicina e a melhora na qualidade de vida são as principais razões dessa elevação. Apesar disso, ainda há muita desinformação sobre as particularidades do envelhecimento e o que é pior: muito preconceito e desrespeito em relação às pessoas da terceira idade, principalmente nos países pobres ou em desenvolvimento.

No Brasil, são muitos os problemas enfrentados pelos idosos em seu dia-a-dia: a perda de contato com a força de trabalho, a desvalorização de aposentadorias e pensões, a depressão, o abandono da família, a falta de projetos e de atividades de lazer, além do difícil acesso a planos de saúde.

PASTORAL NA DIOCESE DE PALMAS/FRANCISCO BELTRÃO

Para enfrentar as dificuldades e amparar essa população, a Pastoral da Pessoa Idosa(PPI) na Diocese de Palmas/Francisco Beltrão, desenvolve um trabalho em 23 paróquias de 19 municípios através de 504 líderes. Ao todo são atendidos 4.961 idosos.

Compartilhar