Dia D contra gripe terá vacinação em cinco postos de Francisco Beltrão

por Evandro Artuzzi em 10 de Maio de 2018 11:36
por Evandro Artuzzi em 10 de Maio de 2018 11:36
Esta matéria utiliza fontes de: Redação com assessoria

Neste sábado, 12 de maio, é o Dia D da campanha de vacinação contra a gripe. A secretaria municipal de Saúde informa que em Francisco Beltrão a vacinação será realizada em cinco unidades de saúde, das 08h00 às 17h00, inclusive no horário de almoço. Será possível tomar a vacina nos postos de saúde dos bairros Cango, Alvorada, Vila Nova, Padre Ulrico e Pinheirinho.

A secretária Aline Biezus enfatiza que a maior preocupação é com as crianças de seis meses a quatro anos devido a baixa imunização até o momento, com apenas 34% da meta alcançada. “Estamos fazendo um apelo aos pais que levem as crianças para tomarem  vacina porque é de fundamental importância que estejam imunizadas”, enfatiza Aline.

Ela também explica que o atendimento no Dia D será prestado somente em cinco postos de saúde da cidade devido ao fato de que o Ministério da Saúde ainda não enviou todas as doses necessárias para atender a demanda. “Nosso objetivo era realizar a  vacinação em todos os postos da cidade e do interior mas, devido a quantidade reduzida de doses da vacina, teremos que concentrar em cinco locais”, informa a secretária.

Saúde confirma 8 casos em Beltrão

O número de casos confirmados da doença vem aumentando em Francisco Beltrão. Até agora foram 8 casos e uma concentração maior em pessoas da Cidade Norte. Foram 6 ocorrências  naquela região. Também foram registrados um caso no bairro Aeroporto e outro no interior do município, na Linha Guanabara. Em todos os registros os pacientes foram medicados e já se recuperaram.

“A circulação do vírus está aumentando em nosso município e isso reforça a necessidade das pessoas tomarem a vacina como forma de prevenção”, comenta Aline. Até o momento pouco mais da metade da meta de 23 mil pessoas vacinadas foi alcançada. São 12.246 pessoas que receberam a vacina, de um universo de 23 mil pessoas dos grupos prioritários.

Devem ser vacinadas pessoas a partir dos 60 anos, crianças na faixa etária de 6 meses a 4 anos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, os trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas,  povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estejam sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Compartilhar