Desentendimento entre manifestantes no calçadão mobiliza Polícia Militar

por Evandro Artuzzi em 26 de Março de 2018 0:25
por Evandro Artuzzi em 26 de Março de 2018 0:25

A passagem da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo Paraná começa nesta segunda-feira (26). A primeira cidade a ser visitada será Francisco Beltrão, no sudoeste do Estado. Lula deverá ser recebido no calçadão central, a partir das 10 horas da manhã.

Apesar disso, o dia anterior já foi marcado por atos no local. Movimentos contrários e favoráveis a Lula se encontraram no final da tarde no calçadão e os ânimos se exaltaram. Carregando faixas contrárias ao ex-presidente, integrantes do MBL (Movimento Brasil Livre) se reuniram no calçadão para fazer um manifesto contra a vinda de Lula ao Sudoeste do Paraná. O ato foi visto pelos apoiadores como uma afronta e os dois grupos de desentenderam. A Polícia Militar precisou intervir para acalmar os ânimos.

Polícia Militar precisou intervir na manifestação por conta de provocações. Foto: reprodução WhatsApp

De acordo com o Capitão Rogério Pitz (21º Batalhão) integrantes dos dois grupos passaram a se agredir e foi necessário uso de bombas de efeito moral (gás lacrimogênio) para controlar a situação. Também foram efetuados disparos com munição de borracha. Duas pessoas foram atingidas nas pernas. Depois de alguns minutos, a situação foi controlada. Os manifestantes foram orientados pela Polícia Militar.

Em entrevista à Rádio Onda Sul FM/RBJ, o oficial disse que solicitou que cada grupo de recolhesse para evitar novos confrontos. Lembrou que a confusão aconteceu com pessoas que não eram de Francisco Beltrão e descumpriram o acordo que a PM tinha com os organizadores locais do MBL e da caravana do ex-presidente Lula. Pitz lembra que nos últimos dias várias reuniões foram feitas e ficou acordado que a praça seria usada no domingo (25) pelo MBL (Movimento Brasil Livre) e na segunda-feira (26), a partir das 8 horas, estaria a disposição apoiadores do ex-presidente. Porém, não foi isso que aconteceu e infelizmente a polícia precisou agir. Nesta segunda, a Polícia Militar vai montar um forte esquema de segurança para evitar novos tumultos.

Conforme Pitz, equipes do Choque de Cascavel e do Batalhão de Pato Branco vão apoiar o efetivo de Francisco Beltrão. “A partir das 7 horas da manhã estaremos na praça para manter a ordem pública. Não somos contra nenhum tipo de manifestação, desde que as discussões se limitem ao campo das ideias, quando parte para a agressão daí somos obrigados a intervir e é isso que vamos fazer nesta segunda, independente de quem for. Também vamos fazer um esquema para impedir a circulação e veículos na Travessa Frei Deodato”, disse.

Além Francisco Beltrão, no Paraná a caravana do ex-presidente vai passar por Foz do Iguaçu, Quedas do Iguaçu, Laranjeiras do Sul e encerra dia 28, quarta-feira, em Curitiba.

Efetivo de outras cidades está em Beltrão para garantir a ordem pública. Foto: Reprodução WhatsApp

 

Compartilhar