DER recupera rodovias que dão acesso aos municípios de Sulina e Mangueirinha

por Redação RBJ em 20 de julho de 2016 11:24
por Redação RBJ em 20 de julho de 2016 11:24

Trecho recuperado entre a BR-373 e Mangueirinha (PR-281).  Foto: Divulgação DER/SEIL

Trecho recuperado entre a BR-373 e Mangueirinha (PR-281). Foto: Divulgação DER/SEIL

O Governo do Estado concluiu neste mês de julho os trabalhos de manutenção e melhorias no asfalto de duas rodovias da região Sudoeste. Equipes contratadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) finalizaram as obras de conservação da PR-281 – desde o entroncamento com a PR-459 até a BR-373 – e também da PR-570, entre a BR-158 e a cidade de Sulina.

As obras trouxeram mais segurança e conforto para cerca de 45 mil moradores de municípios da região. Foram executados serviços em 35 quilômetros das duas estradas, nos trechos onde o pavimento estava mais danificado. O investimento do Governo do Paraná nas obras foi de R$ 3,4 milhões.

O trecho de 22 quilômetros da PR-281 recebeu nova sinalização horizontal. Também foram feitos serviços de reperfilagem para correções no pavimento e reparos no asfalto.

Na PR-570, as equipes estão finalizando o reforço da sinalização. A estrada já recebeu microrrevestimento asfáltico – uma camada extra de asfalto que garante maior proteção e durabilidade ao pavimento. O produto foi aplicado em 13 quilômetros de rodovia.

“As obras de conservação e manutenção são feitas de forma contínua pelo DER em todas as regiões do Paraná. Esses serviços garantem maior segurança e boas condições de tráfego nas rodovias estaduais”, afirmou o diretor-geral do DER, Nelson Leal Junior.

Os trabalhos de conservação e manutenção envolvem a sinalização, limpeza da vegetação ao lado da estrada e das canaletas para facilitar o escoamento da água da chuva, remendos superficiais e profundos no pavimento e recapeamento, além de fresagem do asfalto antigo nos locais mais danificados para colocação de uma nova camada asfáltica.

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar