Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Corpo de Bombeiros de Palmas quase sem viaturas para combate a incêndios

por Ivan Cezar Fochzato em 16 de Maio de 2018 10:05
por Ivan Cezar Fochzato em 16 de Maio de 2018 10:05

Nenhuma das viaturas de combate a incêndios pelo Corpo de Bombeiros de Palmas está em boas condições de uso. Até mesmo a ambulância do Siate está danificada. Um desacordo impede que os equipamentos tenham manutenção. A situação, veio à tona com incêndio em uma carreta bi trem na PRc 280, foi destacada na edição desta quarta-feira(16) pelo Jornal A Folha do Sudoeste.

O comandante da Seção, Tenente Picolotto, reconheceu  a situação.  Citou ao repórter Luiz Marcondes, que estão sendo atendidas as demandas, mas há risco de as viaturas não chegarem aos locais solicitados. Explicou que os caminhões precisam de manutenção e este serviço não está sendo realizado devido desacordo entre oficinas mecânicas e corporação. “Nenhuma oficina no sudoeste quer prestar serviço de manutenção das viaturas”, revelou.

Na manhã desta quarta-feira(16), acrescentou que a manutenção das viaturas são de responsabilidade da empresa JMK Gestão de Frotas, com sede em Curitiba. No entanto, a empresa não estaria  pagando às oficinas, apesar de o Governo do Estado estar repassando o dinheiro a empresa. Com o impasse as mecânicas do Sudoeste do PR tomaram medidas administrativas e cancelaram os serviços à corporação.

Para Palmas e Cel Domingos Soares atualmente há duas unidades emprestadas pelo 2° Subgrupamento de Bombeiros Independente (SGBI) de Pato Branco. Uma está com o motor fervendo e o outro caminhão de combate a incêndio está com a bomba danificada. A ambulância está com a porta emperrada e não abre.  Já caminhão destinado pelo governo do Estado – entregue no início deste ano pelo então chefe da Casa Civil do Paraná, deputado Valdir Rossoni – está com o tanque furado.  As outras viaturas que servem aos setores administrativo e vistorias  estão sem condições de uso, por falta de reparos.

O governo municipal já tomou conhecimento da situação. Frisou, entretanto, que mesmo que não sua competência a resolução do problema do órgão estadual, está buscando meios para solucioná-los. Ficou estabelecido nesta terça-feira(15) em reunião entre o prefeito, Kosmos Panayotis Nicolaou e o comandante da Seção, que será elaborado projeto para análise e apreciação pela Legislativo,  para que de forma legal seja repassado auxílio financeiro à corporação. O anteprojeto está em analise pela Procuradoria Municipal, sem qualquer para conclusão.

Recentemente empossado, o presidente do Conselho de Segurança(CONSEG), Amazonas Fonseca Neto, disse ter conhecimento da demanda do Corpo de Bombeiros, bem como,  das Polícias Militar e Civil. Informou que será formada uma comissão para ir até a capital paranaense na busca da soluções.

 

 

 

Compartilhar