Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Coordenador de Integração do SESI/SENAI de Palmas participou de missão técnica em Cabo Verde

por Ivan Cezar Fochzato em 20 de outubro de 2017 9:45
por Ivan Cezar Fochzato em 20 de outubro de 2017 9:45

dfae5fe6-d91f-4aa6-9bef-4facdd48bec8Uma equipa técnica do SESI/SENAI/IEL do Paraná esteve em Cabo Verde, na Africa, onde realizou uma missão de cinco semanas para apoiar as instituições vinculadas aos organismos de Educação, Formação, Emprego na formulação de planos estratégicos e de atividades anuais.  O Coordenador Integrado de Educação do Sesi/Senai, Núcleo de Palmas, sul do Paraná, Moisés Atílio Cabassa Júnior  integrou o grupo paranaense, com outros três profissionais da capital do Estado e representantes do Departamento Nacional.d1fb0cac-9292-4d39-9c18-8875255f987c

Em seu retorno, há poucos dias, contou ao RBJ que o trabalho no continente africano foi realizado através de um acordo de Cooperação Técnica entre SESI/SENAI/IEL e Lux-Dev, instituição com sede em Luxembrugo, na Europa. Explicou que o projeto teve início em 2014 e, neste ano, foi  elaborado um plano de ação trienal. “ Nosso trabalho ocorreu  junto ao ministérios da Educação, da Economia e Emprego; na Universidade de Cabo Verde; e Institutos de Formação Profissional daquele pais”, informou.

Durante o período foram desenvolvidas atividades de gestão e planejamento para 16  instituições que foram auxiliadas na definição  da visão institucional, nas diretrizes e objetivos de médio prazo, que resultou  em um Plano Estratégico de ação e investimento.

DSC00389Nas escolas técnicas e centros de formação e emprego, bem como, na Escola de Hotéis e Turismo e Escola de Negócios e Governança da Universidade de Cabo Verde, equipe do SESI/SENAI/IEL colaborou tecnicamente na elaboração de um plano anual de atividades. Ainda, no planejamento de procedimentos internos de gestão e monitoramento, bem como, de relações com o mercado de trabalho para escolas dos demais níveis de ensino.

O professor  relatou que a trajetória  e experiência de mais de 70 anos das instituições brasileiras no processo de desenvolvimento são reconhecidas e bem aceitas no pais africano. Aproveitou ainda para falar sobre a oportunidade de poder desenvolver o trabalho em auxilio a população de Cabo Verde.

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar