Comunidade Quilombola promove caminhada contra a discriminação

por Ivan Cezar Fochzato em 20 de Março de 2018 16:27
por Ivan Cezar Fochzato em 20 de Março de 2018 16:27

 

A iniciativa do Colégio Estadual Quilombola Maria Joana Ferreira de Palmas, sul do Paraná, ocorrerá nesta quarta-feira(21), a partir das 14h00.  Além de uma caminhada pelas ruas centrais, haverá uma panfletagem na Praça do Senhor Bom Jesus para marcar o Dia Internacional de Luta contra o Racismo. Também estão previstas apresentações de danças, capoeira, artesanato e homenagens à personagens da luta por igualdade racial.

A organização é da diretora do Colégio, Rosemari Ferreira da Silva, com apoio das pedagogas Mara Lúcia Rosa e Lucy Bertolini Nazaro e da diretora auxiliar Luciane Aparecida da Silva.

Trabalhos realizados na Escola que manifestam a identidade cultural da comunidade. Foto: Ivan Cezar/Arquivo RBJ

A data foi criada pela ONU em 1969 devido ao massacre ocorrido em Joanesburgo a 21 de março de 1960. Neste dia 20.000 pessoas protestavam pacificamente contra a Lei do Passe, que obrigava a população negra a ser portadora de um cartão com identificação dos locais onde era permitida a sua circulação. A polícia do regime de apartheid disparou na multidão desarmada, causando 69 mortos e 186 feridos.

Em Palmas estão  reconhecidas pela Fundação Palmares, as comunidades Quilombolas Maria Adelaide no Bairro São Sebastião do Rocio; Castorina Maria da Conceição, no Bairro Fortunato e Tobias Ferreira no Pitanga.

Compartilhar