Comissão debate programa Brasil Amigo da Pessoa Idosa

por Evandro Artuzzi em 7 de junho de 2018 14:24
por Evandro Artuzzi em 7 de junho de 2018 14:24
Esta matéria utiliza fontes de: Redação com assessoria

Por solicitação da deputada Leandre Dal Ponte (PV-PR), a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados (CIDOSO) realizou, na última quarta-feira (06), uma audiência pública para debater o programa Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa. O programa é uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) e tem como objetivo a implementação do envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável para a população idosa.

Deputada Leandre Dal Ponte faz parte da comissão. Foto: Will Shutter / Câmara dos Deputados

Participaram da audiência o diretor Interino do Departamento de Atenção ao Idoso do MDS, Leonardo Milhomem Rezende, a coordenadora de Saúde da Pessoa Idosa da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Maria Cristina Hoffmann, o secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério dos Direitos Humanos, Rogério Ulson.

Os convidados explicaram aos presentes as estratégias do programa, com foco nos idosos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais, do Governo Federal. Atualmente, o Brasil tem 29,6 milhões de idosos. Deste montante, 6 milhões estão no Cadastro Único.

“A audiência foi uma oportunidade enorme para aprendermos mais sobre este assunto e renovarmos nossas esperanças. Porque ainda buscamos o engajamento da sociedade para a atenção à pessoa idosa no Brasil. Mas acredito que na medida em que vamos aprofundando o debate, aumenta também o interesse das pessoas e dos governantes pela causa”, disse a deputada Leandre.

Cursos de capacitação

Leonardo, diretor Interino do Departamento de Atenção ao Idoso do MDS se comprometeu em enviar para a Câmara um calendário de cursos de capacitação, que acontecerão nos estados brasileiros neste ano, que foi instituído como Ano de Valorização e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, após aprovação e sansão presidencial de um projeto apresentado pela deputada federal Leandre.

“Tendo esses cursos disponíveis, vamos mobilizar os parlamentares de cada estado para que eles também possam nos ajudar na divulgar o programa, os cursos de capacitação, e buscar a adesão dos municípios ao programa”, concluiu a deputada paranaense.

Compartilhar