Começa o Censo Agropecuário 2017

por Francione Pruch em 3 de outubro de 2017 17:19
por Francione Pruch em 3 de outubro de 2017 17:19

Coletar informações relacionadas a agricultura, essa é a proposta do Censo Agropecuário 2017, cujas atividades começaram nesta segunda-feira (02) em vários municípios brasileiros. Em sua 11º edição, o censo prossegue até fevereiro de 2018.

Segundo a Coordenadora do censo na região de Francisco Beltrão, Francieli Mallmann, “a importância do estudo é retratar a realidade do Brasil. Agricultura, pecuária, todos os estabelecimentos, quem produz, quanto é produzido e colhido no ano, tudo é relevante para retratar fielmente essas informações”.

Em Francisco Beltrão a pesquisa a campo começou hoje (03) pela manhã. O tempo para fazer a pesquisa vária de 40 minutos à 1h30, dependendo do tamanho da propriedade e das informações a serem repassadas. “Vamos pedir a esse produtor a área total e como está distribuída, em pastagem, matas, lâminas de água, lavoura. Quanto ele colheu, plantou, o valor da produção. A questão da pecuária, as despesas e outras receitas que por ventura tenha no estabelecimento”.

A pesquisa é utilizada somente para fins estatísticos. Em épocas de trabalhos do IBGE, aparecem algumas pessoas com o objetivo de aplicar golpes, por isso é importante prestar atenção nos detalhes e nunca fornecer número de contas bancárias ou dinheiro.

“A partir de hoje eles estão a campo com o crachá, colete, é obrigatório levar a identidade com foto para mostrar caso o proprietário queira. O veículo que eles vão é carro ou moto própria sem identificação”. Comenta Francieli, lembrando que cada recenseador leva também o aparelho para coleta de informações, é um equipamento azul parecido com um celular.

Caso o agricultor tenha dúvidas, pode entrar em contato pelo 0800 218181, ou no IBGE de Francisco Beltrão (46) 3523 5371. A pesquisa pode ser feita pela manhã, tarde ou começo da noite.

 

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar