ARRS divulga informações atualizadas sobre vítimas de acidente em Candói

por Evandro Artuzzi em 5 de Maio de 2018 20:35
por Evandro Artuzzi em 5 de Maio de 2018 20:35

Cezar Bueno, prefeito de Bom Jesus do Sul e presidente da ARRS mobilizou a entidade para auxiliar as famílias das vitimas. Foto; Arquivo pessoal

A Associação Regional de Saúde do Sudoeste está informando que 14 pessoas permanecem hospitalizadas em decorrência do acidente registrado durante a madrugada na BR-373, em Candói. As demais, segundo o presidente da entidade, prefeito de Bom Jesus do Sul Cezar Bueno, já foram liberadas e estão em casa. Os feriados estão hospitalizados em Guarapuava e Francisco Beltrão. S

Sete pacientes de Ampere estão em observação no Hospital São Francisco e dois em Guarapuava. Outros dois já foram liberados. Um paciente de Cruzeiro do Iguaçu está no Hospital Santa Tereza de Guarapuava em situação grave. O mesmo deve passar por procedimento cirúrgico. De Nova Prata do Iguaçu restam dois pacientes hospitalizados. Ambos estão sendo transferidos de Guarapuava para Francisco Beltrão. Dois morreram e os demais já estão em casa. Dois pacientes eram de Nova Esperança do Sudoeste e um está no hospital em Guarapuava. De São Jorge do Oeste eram oito pacientes, um morreu, um está no Hospital Regional e os demais já receberam alta. Salto do Lontra tem dois pacientes internados, um em Dois Vizinhos e outro em Francisco Beltrão.

Conforme o presidente da ARRS, os demais que encontram-se em Guarapuava também deverão ser transferidos para que fiquem mais próximos da família. A direção da empresa Capanema Tur, contratada da ARRS, está acompanhando a situação das famílias e, na medida do possível, prestando o atendimento necessário com ajuda das secretarias municipais de saúde. Quanto aos corpos das vítimas fatais, a direção da ARRS informou que também foram liberados e transferidos para os municípios de origem para os atos fúnebres.

Os corpos dos ocupantes do Santana, Adilson de Oliveira Querino, 21 anos, e Marcelo de Oliveira Brasil, 22 anos, motorista do veículo, foram os primeiros a serem liberados. Ambos são primos e moravam em Foz do Jordão, cidade que fica distante cerca de 20 Km do local onde ocorreu o acidente.

Prefeitos das cidades onde residiam as vítimas no Sudoeste emitiram notas de pesar pelo ocorrido e o prefeito de Salto do Lontra decretou luto oficial de três dias. A ARRS e a Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste) também emitiram noras de pesar se solidarizando as famílias das vítimas.

Vítimas fatais: 

Salto do Lontra

Ivo Gonçalves de Freitas, 57 anos

Claudemira Rodrigues, 38 anos

Honorato Fragata Neto, 57 anos

Lizonete de Fátima Freitas, 48 anos 

Nova Prata do Iguaçu

Marlizeni Campestrini Mascarello, 48 anos

Salete Barbosa, 67 anos

São Jorge do Oeste

Roseli Aparecida Pasa Dagostini, 49 anos

O acidente 

O acidente ocorreu por volta das 3 horas da madrugada deste sábado (5) no KM 411 da rodovia BR- 373, entre Candói e o Distrito da Paz. O ônibus com pacientes seguia sentido Coronel Vivida quando bateu de frente com o Santana de Foz do Jordão, que teria invadido a pista contrária. Testemunhas relataram que o carro estava fazendo um racha com um Chevette, também de Foz Jordão. O segundo carro não chegou a bater no ônibus e foi abandonado pelo motorista a cerca de 700 metros, no meio de uma lavoura.

Com o impacto da batida, o ônibus e o Santana tombaram na pista. O passageiro do carro morreu na hora e o motorista morreu a caminho do hospital. Também morreram sete passageiros do ônibus, que acabaram sendo esmagados. O motorista e outros 33 passageiros ficaram feridos. Agentes da Defesa Civil e profissionais da Secretaria de Saúde de Candói prestaram o primeiro entendimento as vítimas até a chegada de equipes da Ecocataratas e do Corpo de Bombeiros de Guarapuava. Os feridos foram hospitalizados em Candói, Guarapuava e Coronel Vivida.

A Polícia Rodoviária Federal foi acionada e fez o isolamento do local para perícia da Criminalística. A liberação da pista aconteceu somente no final da manhã, o que deixou o trânsito lento nos dois sentidos. O ônibus e os dois carros foram apreendidos e recolhidos ao pátio da PRF em Guarapuava. Os três ficam a disposição da Polícia Civil que vai apurar as causas do acidente, com base no laudo da Criminalística e na oitiva de testemunhas.

Fotos: Defesa Civil e Júlio Cezar Alves

Compartilhar