MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Pais de alunos criam a Associação da Ginástica Artística de Beltrão

por Everton Leite em 30 de Janeiro de 2018 16:31
por Everton Leite em 30 de Janeiro de 2018 16:31

O Centro de Treinamento de Ginástica Artística de Francisco Beltrão existe desde 2012. De lá para cá, centenas de meninas aprenderam esta modalidade esportiva e apresentaram evolução em vários sentidos, como concentração, disciplina, responsabilidade, desinibição e aprimoramento das técnicas da ginástica artística. A professora Andriely Minosso Casimiro está no projeto desde o princípio e percebe a desenvoltura das meninas. Tanto que desde 2015, Andreza de Oliveira, 11 anos, está morando em Curitiba e treinando no Centro de Excelência de Ginástica (Cegin). Ela saiu deste projeto de Francisco Beltrão para treinar em uma unidade de referência, que já revelou vários talentos para os Jogos Olímpicos. Mesmo apresentando resultados expressivos, o Centro de Treinamentos de Francisco Beltrão não tem recursos suficientes para levar as meninas da cidade para competições ou apresentações em outras locais. Por isso, foi fundada a Associação Beltronense de Ginástica(Abgin) que tem a finalidade de arrecadar dinheiro para elevar a modalidade do município a um nível de Jogos Olímpicos. O presidente da Abgin é Deonilso Andreatta, que é pai da Isabeli com 9 anos de idade e Gabriela com 6 anos, que também são atletas da ginástica.

Hoje o município mantém as atividades da modalidade, com capacidade para 200 meninas. “Queremos comprar os uniformes das meninas, pagar despesas com viagens e também contratar mais professores”, complementa Deonilso. Além de Andriely, outras duas professoras não remuneradas trabalham no projeto. A ideia da associação é contratá-las para que as meninas possam treinar todos os dias.

Inscrições

Entre os dias 05 e 08 de fevereiro estão abertas as inscrições para as aulas em 2018. As matrículas podem ser efetuadas na secretaria de esportes, no Arrudão, e na Unipar, onde as aulas são ministradas. Somente meninas entre 05 e 14 anos de idade podem participar do projeto.

Compartilhar