Guerra do Contestado será tema de palestra em Palmas

por Guilherme Zimermann em 6 de junho de 2018 14:03
por Guilherme Zimermann em 6 de junho de 2018 14:03

O grupo de pesquisa Elementos de História do Direito na Comarca de Palmas do colegiado de Direito do Campus Palmas do Instituto Federal do Paraná (IFPR), promove nesta quinta-feira (07), às 19h30, no auditório da biblioteca da instituição, a palestra Guerra do Contestado: direito e conflito social, com o professor Paulo Pinheiro Machado.

Professor de Departamento de História da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Machado é doutor em História pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e pós-doutor pela UFF (Universidade Federal Fluminense) e pela Universitat Autònoma de Barcelona (UAB Barcelona). Entre suas obras estão os livros A Política de Colonização do Império (1999) e Lideranças do Contestado (2004).

A Guerra do Contestado foi um confronto armado, travado entre os atuais  estados de Santa Catarina e Paraná pela disputa de uma região denominada “Contestado”. Área com aproximadamente 20.000 km², rica em erva-mate e madeira, foi palco de uma luta iniciada em outubro de 1912. Os catarinenses reivindicavam, como suas divisas com o vizinho do norte, os rios Iguaçu e Negro.

Os paranaenses consideravam que toda a região dos campos de Palmas, de União da Vitória até o rio Caçador e das saliências do Timbó, de Três Barras, Rio Negro, Itaiópolis e Papanduva, constituía parte de seu território. Os catarinenses já possuíam três sentenças do Supremo Tribunal Federal a seu favor, mas a execução destas decisões eram inviabilizadas por pressão política dos paranaenses.

Além da questão territorial, o Contestado também é considerado um conflito social, envolvendo pequenos agricultores, ervateiros e tropeiros. Outro ponto é o cenário religioso criado pela passagens de “monges”, que também tiveram influência no movimento. O conflito resultou na assinatura do Acordo para Demarcação de Limites Paraná-Santa Catarina, em 20 de outubro de 1916.

Compartilhar