Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Governo do Estado anuncia construção de colégio em Pato Branco

por Guilherme Zimermann em 6 de Março de 2018 10:30
por Guilherme Zimermann em 6 de Março de 2018 10:30
Esta matéria utiliza fontes de: Secretaria de Educação
Pato Branco

O governo do Paraná investirá R$ 7,5 milhões na construção de um novo colégio estadual em Pato Branco, Sudoeste do Estado. A abertura do processo licitatório para a obra foi autorizada pelo governador Beto Richa (PSDB). A Unidade Nova Bairro Fraron deverá atender mais 1,2 mil alunos.

Conforme a secretária estadual de Educação, professora Ana Seres Trento Comin, o Estado já conta com o terreno e os recursos para obra, que deve ser entregue ainda neste ano. O novo colégio terá 12 salas de aula, com capacidade para 420 alunos em cada turno, ampliando o número de vagas nos ensinos fundamental e médio.

Além do novo colégio estadual, Pato Branco poderá ter também uma unidade do colégio da Polícia Militar (PM). Ana Seres participou de uma reunião com o Núcleo Regional de Educação, comunidade escolar, associações de pais e mestres e representantes da PM para tratar da possível instalação de uma unidade educacional da corporação no município.

Em Curitiba, o colégio da PM funciona desde 1959. Neste ano, Londrina passou a contar com a primeira unidade no interior do Estado. Além de Pato Branco, Cascavel e Maringá também estudam a implantação de colégios militares.

O diretor de Ensino da PM e comandante da Academia Policial Militar do Guatupê, coronel Mauro Celso Monteiro, disse que o encontro serviu para tirar dúvidas e explicar os trâmites de uma possível abertura do colégio. Informou que o estudo de viabilidade está sendo concluído para, posteriormente, ser encaminhado à Secretaria de Estado da Segurança Pública. Após isso, o processo tramita internamente em diferentes secretarias para então chegar a análise do governador.

A chefe do Núcleo Regional de Educação de Pato Branco, Rita de Cássia Cordeiro Augusto, explica que a escolha da escola que poderá sediar o novo colégio da PM precisa passar pelo crivo de toda comunidade escolar e atender às exigências técnicas da PM.

Compartilhar