Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Um povo que adora café e futebol, sudoestino conta como é morar na Croácia

por Francione Pruch em 13 de julho de 2018 22:08
por Francione Pruch em 13 de julho de 2018 22:08

Não foi dessa vez para o Brasil conquistar o hexa, quem sabe na copa de 2022. Enquanto isso, no domingo (15), França e Croácia disputam o título de melhor seleção do mundo. De um lado os franceses que levantaram a taça uma vez. Do outro lado a novidade, a Croácia está fazendo excelente participação na competição e pela primeira vez disputa uma final.

Emanuel após o jogo da Croácia contra Inglaterra. /Foto: Arquivo pessoal

Nascido em Francisco Beltrão, no sudoeste, Emanuel Faust Roseetto está morando há pouco mais de um ano na cidade de Baška Voda, na Croácia. “É um país extremamente lindo, a maioria das cidades são turísticas. Morei um tempo em Split que é uma cidade pouco maior, agora estou morando em Baška Voda”, diz Roseetto.

Localizada no continente europeu, a República da Croácia como é chamado oficialmente, tem área de 56 542 km² e aproximadamente 4 milhões e 200 mil habitantes. Se fosse fazer uma comparação de população, seria duas vezes maior que Curitiba, no Paraná.

Amante do futebol, o jovem jogou recentemente pelo Clube Esportivo União, agora está treinando na Croácia. Devido a Copa do Mundo que acontece na Rússia, os times estão com atividades paralisadas.

Vivendo junto com os torcedores croatas a sensação de disputar uma final pela primeira vez, Emanuel tem acompanhado boas histórias. “Tem uma engraçada. Todo dia vou treinar e tem um menino que vai comigo. Hoje e após o jogo anterior ele não foi treinar. Pedi por que ele não foi ao treino? Ele respondeu que ficou assistindo o jogo de novo. Eles ficam revendo os gols, comemorações, mostram pra mim. Tem um comentarista aqui que o pessoal ama, eles ficam vendo, dando risada”.

Comemoração da classificação inédita da Croácia / Foto: Arquivo pessoal

Tirando o futebol,  outro ponto que chama atenção é o gosto do povo croata pelo café. “Em questão de cultura, eles não são fissurados ganhar tanto dinheiro, eles trabalham e aproveitam. É um povo que gosta muito de café. Tem muito café bar todo dia fica lotado. O que eles mais fazem é to mar café e fumar. Mas é um povo muito legar, são pessoas que estão preocupadas em te ajudar”, destaca Roseetto.

A final da Copa do Mundo começa ao meio-dia deste domingo. Mesmo sabendo do peso da camiseta francesa, Emanuel diz que a população está confiante, “pra eles com certeza a Croácia será campeã”.

 

Confira na íntegra a entrevista.

 

 

Emanuel registrou alguns momento da comemoração croata após a vitória sobre a Inglaterra nas semifinais.

 

Compartilhar