23 de fevereiro de 2018: Dia de Jejum e Oração pela Paz

por Luiz Carlos em 19 de Fevereiro de 2018 12:17
por Luiz Carlos em 19 de Fevereiro de 2018 12:17

O Papa Francisco convocou para 23 de fevereiro de 2018, sexta-feira, um Dia de Jejum e Oração pela Paz. Diz o pontífice: “As vitórias obtidas com a violência são falsas vitórias”. Diante da continuação de inúmeros conflitos em diversas partes do mundo, o Papa Francisco voltou a condenar a violência e convocou um Dia de Jejum e Oração pela Paz:

“E agora um anúncio: diante da trágica continuação de situações de conflito em diversas partes do mundo, convido todos os fiéis a um Dia especial de Oração e Jejum pela Paz em 23 de fevereiro próximo, sexta-feira da Primeira Semana da Quaresma”.

“O ofereceremos em particular pelas populações da República Democrática do Congo e do Sudão do Sul. Como em outras ocasiões similares, convido também os irmãos e irmãs não católicos e não cristãos para se associarem a esta iniciativa nas modalidades que considerarem mais oportunas, mas todos juntos”.

O Santo Padre recordou que “o nosso Pai Celeste escuta sempre os seus filhos que gritam a Ele na dor e na angústia, “cura os corações feridos e enfaixa suas feridas”.

Francisco dirigiu um apelo, para que também cada um de nós ouça este grito e que cada um, diante de Deus, pergunte na própria consciência: “O que eu posso fazer pela paz?”: “Certamente podemos rezar; mas não só. Cada um pode dizer concretamente ‘não’ à violência naquilo que depender dele ou dela. Porque as vitórias obtidas com a violência são falsas vitórias; enquanto trabalhar pela paz faz bem a todos!”.

Convido aos católicos e irmãos e irmãs de boa vontade da Diocese de Palmas/Francisco Beltrão que, nesta sexta-feira, atendamos ao pedido insistente de nosso querido papa Francisco. Façamos, pois, um dia de jejum e oração pela paz, e vamos incluir o Brasil, nesta proposta da CNBB, com o tema da Campanha da Fraternidade, como gesto concreto para a superação da violência, cientes de que em Cristo somos todos irmãos e irmãs. Divulguemos o pedido de nosso papa.

 

Em Cristo,

Fraternalmente,

+ Edgar Ertl

Compartilhar