MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

08 de outubro: Dia do Nascituro

por Luiz Carlos em 9 de outubro de 2017 11:49
por Luiz Carlos em 9 de outubro de 2017 11:49

Scan0015Bendito é o fruto do teu ventre” (Lc 1,42).

São Lucas narra que quando Isabel, cheia do Espírito Santo, recebeu sua prima a Virgem Maria, grávida, exclamou com voz forte: “Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre (1,42). Desta alegria do encontro de duas mães parentes em sua primeira gravidez, de João Batista e de Jesus, a Igreja do Brasil se inspira e fundamenta a Semana Nacional da Vida, iniciada, no domingo passado, dia 01 de outubro, até este sábado, dia 07. Amanhã, domingo 08, celebramos o Dia do Nascituro, dedicado às crianças que ainda vão nascer, concluindo assim esta importante Semana Nacional da Vida.

De acordo com o bispo de Osasco/SP e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom João Bosco Barbosa de Sousa, a Semana Nacional da Vida foi assumida pela Pastoral Familiar e deve levar a todas as comunidades uma reflexão mais aprofundada sobre “as muitas agressões que a vida sofre no mundo de hoje tão marcado pela discriminação, pela exclusão, pela liquidificação dos valores morais, que vão caindo cada vez mais e valores importantes para a vida humana”. Para o bispo, diante dessas questões presentes no dia-a-dia dos brasileiros, a resposta dos cristãos deve ser dada a partir do Evangelho, a partir do ensino da Igreja Católica.

Sobre o Dia do Nascituro, neste domingo, 08 de outubro, Dom João Bosco ainda esclarece que “celebra o direito à proteção da vida e saúde, à alimentação, ao respeito e a um nascimento sadio para a criança que está no ventre materno. Aquele que vai nascer, o nascituro, tem o seu direito à vida, não só o direito de viver, mas desenvolver-se com qualidade e poder se tornar um ser humano integral. Então essa semana é extremamente importante para todos nós”.

Bendito é o fruto do teu ventre” (Lc 1,42). A CNBB e a Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, escolheram um lema inspirado em Maria, considerando, sobretudo que estamos vivendo o Ano Mariano e os 300 anos do Encontro da Imagem de Maria, no Rio Paraíba, a Mãe do Filho de Deus, nosso Redentor. O Presidente da Comissão diz que “assim, existem muitas mulheres que trazem no seu ventre também os seus nascituros, os seus filhos que vão nascer, e aí está um ponto de partida para a gente compreender toda a sacralidade da vida. A vida é sagrada nas suas diversas etapas e deve ser defendida desde o momento da concepção”.

Na Diocese de Palmas – Fco Beltrão esta Semana da Vida foi muito rica e diversificada. Desde o Vídeo produzido e enviado às Instituições de Educação e aos Meios de Comunicação Social, que priorizam e defendem a vida desde sua concepção. Nossos Agentes de Pastorais e Movimentos, juntamente com o Clero e Religiosos/as uniram-se e promoveram debates e reflexões sobre o valor da vida humana e sua dignidade. Com certeza esta Semana foi uma das importantes experiências de unidade e fortaleza, sobretudo de testemunhos em favor da vida, preservando-a para que todos sejam conscientes e cuidadores dela, de modo especial daqueles que estão sendo esperado para que nasçam e tragam tanta alegria às suas famílias. A Semana da vida é um grito profético contra os defensores do abordo e outros modos sutis de eliminação dos seres humanos.

A vida é um valor e nós queremos descobri-la e dar-lhe sentido com as próprias palavras do Cristo: “Eu vim para que tenham vida, uma grande vitalidade” (Jo 10,10). A vida que Jesus traz é a vida plena e perpétua, uma participação, por meio dele, na vida divina. A vida é sagrada. Ninguém tem o direito de negá-la ou matá-la. Jesus deu sua vida pelo seu povo. Esta vida é a que nos plenifica. Ela é valor, um tesouro inegociável. Portanto, promover e defender a vida é missão de todos, de maneira especial, daqueles que em Cristo foram batizados.

Dom Edgar Ertl

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar