Vacinação contra a aftosa atinge 15% da meta em Palmas e Cel. Domingos Soares

por Guilherme Zimermann em 9 de Maio de 2018 9:47
por Guilherme Zimermann em 9 de Maio de 2018 9:47

Os municípios de Palmas e Coronel Domingos Soares, no Sul do Paraná, atingiram, até esta quarta-feira (09), 15,76% da meta de vacinação de bovinos e bubalinos na primeira etapa da campanha contra a febre aftosa. Nos dois municípios, deverão ser imunizados 31,1 mil animais com até dois anos de idade. A campanha segue até o dia 31.

De acordo com a chefe da unidade da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária) de Palmas, Bruna Amates, o rebanho de bovinos de Coronel Domingos Soares é de 43.788 animais, sendo que 18.944 devem ser vacinados. Em Palmas são 27.451 cabeças, das quais 12.181 também deverão receber uma dose da vacina nesta etapa.

Do rebanho palmense, 2.146 animais já foram vacinados, o que equivale a 17,62% do alvo da campanha. Em Coronel a vacinação atinge 14,41%, totalizando 2.730 animais imunizados.

A chefe da Adapar local lembra que a dose, independentemente da idade/peso do animal, deve ser de 5 ml (mililitros), sendo aplicada via subcutânea e não no músculo, como ocorria, para evitar o surgimento de abcessos.

A vacinação contra a febre aftosa é dividida em duas etapas: a primeira em maio, quando são vacinados todos os bovinos e bubalinos com até dois anos, e a segunda em novembro, quando todo o rebanho, independentemente da idade deve receber a imunização.

A Adapar faz outras recomendações para que o produtor realize a vacinação de forma correta:

Comprar as vacinas somente em lojas registradas

Verificar se as vacinas estão na temperatura correta: entre 2°C e 8°C

Para transportá-las, usar uma caixa térmica, colocar três partes de gelo para uma de vacina e lacrar

Manter a vacina no gelo até o momento da aplicação

Escolher a hora mais fresca do dia e reunir o gado. Lembrar que só devem ser vacinados bovinos e búfalos

Durante a vacinação, manter a seringa e as vacinas na caixa térmica e usar agulhas novas de preferência do tamanho 15mm por 18mm, limpas

Lembrar que a higiene e a limpeza são fundamentais

Agitar o frasco antes de usar e aplicar a dosagem certa em todos os animais: 5 ml

Aplicar na tábua do pescoço, embaixo da pele, com calma

Além da vacinação, o criador deve realizar a comprovação, que pode ser feita no escritório da Adapar local, ou através da Internet, no site www.adapar.pr.gov.br.

A não vacinação ou não comprovação implica em multa mínima de 10 UPF (Unidade Padrão Fiscal do Paraná, cujo valor em abril foi de R$ 98,64, variando todo mês), podendo ser maior para rebanhos com mais de 10 cabeças, além da proibição do transporte dos animais para qualquer finalidade.

Compartilhar