MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Área dedicada à vegetação nativa atinge 378 mil hectares no Sudoeste

por Guilherme Zimermann em 25 de julho de 2018 15:06
por Guilherme Zimermann em 25 de julho de 2018 15:06

O Sudoeste do Paraná dedica mais de 20% de seu território à preservação de vegetação nativa, o que equivale a cerca de 378 mil hectares (ha). Os números foram apresentados pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), com base em dados do CAR (Cadastro Ambiental Rural).

De acordo com o estudo, cujas informações referem-se até o último mês de janeiro, as microrregiões de Palmas, Pato Branco, Francisco Beltrão e Capanema contam com, aproximadamente, 50,9 mil imóveis rurais registrados no CAR.

Ao todo, a área do Sudoeste contabiliza quase 1,7 milhão hectares, dos quais 378 mil (22,27%) são destinados à preservação.

Ao todo, o território do Paraná soma 19,9 milhões ha, sendo 4,6 milhões dedicados à vegetação nativa, o que equivale a 23,14% da área estadual. O Sudoeste corresponde a 8,5% de todo o território paranaense, sendo que a sua área de preservação equivale a 8,1% de toda a extensão dedicada à vegetação nativa do Estado.

O Cadastro Ambiental Rural (CAR) é uma exigência do Código Florestal Brasileiro de 2012 para todas as propriedades e posses rurais no Brasil. No CAR, cada produtor delimitou, além do perímetro do imóvel, suas áreas de preservação permanente, reserva legal e de vegetação excedente. Essa base de dados geocodificados foi construída sobre imagens de satélite com cinco metros de resolução espacial.

Compartilhar